Acompanhamento Terapêutico: a Família Como Parceira da Clínica do Cotidiano

Você compartilha o bem?

Acompanhamento Terapêutico: a Família Como Parceira da Clínica do Cotidiano

Será que a família do paciente pode ser parceira do Acompanhamento Terapêutico (AT)?
Será que os membros do grupo familiar podem auxiliar na atividade da “clínica do cotidiano”?
Saiba mais no vídeo abaixo…

Tags:
%d blogueiros gostam disto: