Acompanhamento Terapêutico: Cidadania, Empoderamento na Clínica de Rua

Você compartilha o bem?

Acompanhamento Terapêutico: Cidadania, Empoderamento na Clínica de Rua

Na sua opinião o Acompanhamento Terapêutico (AT) pode ser promotor de cidadania, de empoderamento dos pacientes que vivem com patologias crônica?

Será que com essa prática clínica podemos mudar a realidade concreta desses pacientes?

Assista ao vídeo logo abaixo e, depois, deixe os seus comentários…

 

Acompanhamento Terapêutico: Cidadania, Empoderamento na Clínica de Rua

Tags:
%d blogueiros gostam disto: