Fake News de Saúde: Onda de Notícias Falsas Pode Gerar Sérios Danos


Você quer compartilhar?
 

ÚLTIMA FORMAÇÃO DE 2018 PARA TERAPEUTAS SEM FRONTEIRAS!

 

Cursos, vídeos, mp3, certificado, jogos, garantia de satisfação!

 

Fake News de Saúde: Onda de Notícias Falsas Pode Gerar Sérios Danos

A onda de falsas informações que circulam pela internet também atinge a área da saúde.

Para evitar que estas fake news gerem pânico na população ou, em casos mais extremos, causem a morte de alguém, o Hospital Divina Providência engaja-se na campanha global contra inverdades que estão sendo disseminadas na web.

Para isso, o coordenador dos médicos hospitalistas do HDP, Dr.Carlos Eduardo Nogueira Carvalho, esclarece mitos e reforça verdades sobre questões comuns apresentadas nas redes.

Até que ponto as crenças populares sobre doenças e sintomas são reais?

 

Fake News de Saúde: Onda de Notícias Falsas Pode Gerar Sérios Danos

Fake News de Saúde: Onda de Notícias Falsas Pode Gerar Sérios Danos

Praticar exercícios de manhã cedo faz mal à saúde?

PARCIALMENTE VERDADEIRO. Exercitar-se nas primeiras horas da manhã não oferece maior risco para pessoas que não tenham problemas cardíacos.

Mas este horário deve ser evitado por cardiopatas, pois o infarto agudo do miocárdio ocorre com maior frequência neste período, quando o corpo começa a se preparar para acordar e há aumento da frequência cardíaca, da pressão arterial e da adesividade plaquetária, pelo pico fisiológico de secreção de cortisol.

Por isso, os exercícios realizados pela manhã oferecem maior risco do que os feitos ao final da tarde ou à noite em indivíduos que não se submeteram a uma avaliação cardiológica.

 

Nadar de barriga cheia faz mal?

PARCIALMENTE VERDADEIRO. Durante a digestão, o trato gastrointestinal exige mais sangue. O que leva a uma redução do fluxo de sangue para os músculos que ficam menos irrigados, podendo ocasionar câimbras e mal estar.

Usualmente, o corpo humano tem sangue suficiente para manter os músculos funcionando e dar conta da digestão, de forma que o risco é muito baixo em pessoas hígidas.

Porém, realizar exercícios de maior intensidade, dentro ou fora da água, depois especialmente de uma refeição pesada pode realmente causar mal-estar.

 

Sair com o corpo quente para a rua gelada pode entortar a boca?

FALSO. As principais causas de paralisia facial são o Acidade Vascular Cerebral (AVC) e a Paralisia de Bell.

O AVC, também conhecido por derrame cerebral, ocasiona danos nas áreas cerebrais responsáveis pelo comando da movimentação da face.

A paralisia de Bell, doença descrita em 1981 pelo médico escocês Charles Bell, é um tipo de inflamação que acomete o nervo facial e pode causar paralisia.

Acredita-se que vírus sejam responsáveis por esta inflamação que causa fraqueza dos músculos da face. Este tipo de paralisia é muitas vezes associada a choques térmicos.

No entanto, não existe base científica que sustente essa associação, tratando-se nos casos em que o paciente assim a percebe de mera coincidência.

 

Dormir com os cabelos molhados causa resfriado?

FALSO. Apesar da crença popular e das broncas de mães e avós, não existe qualquer evidência científica que sustente o a afirmação.

É preciso ter contato com os vírus para contrair-se a doença e, embora o frio propicie aglutinações e maior transmissibilidade do vírus e que possa ressecar as mucosas facilitando a entrada deste no organismo, não há nenhum vínculo com cabelos molhados ou não.

 

Não se deve tomar bebida gelada quando se está com dor de garganta?

PARCIALMENTE VERDADEIRO. Se a dor de garganta for irritativa – causada pela poluição ou pela baixa umidade do ar, por exemplo –, a afirmação é falsa.

Mas se a causa da dor for infecciosa, tomar bebida gelada ou sorvete pode piorar o quadro.

Nesse caso, a afirmação é verdadeira porque o gelado paralisa os cílios da mucosa, que são uma proteção da garganta. Sem essa proteção, a infecção pode mesmo piorar.

 

Mamografia expõe ao risco de câncer de tireoide?

FALSO. O boato surgiu de um vídeo no qual uma mulher não identificada afirmava que, segundo o médico Dráuzio Varella, os casos de câncer de tireoide em mulheres estariam aumentando por causa da realização de mamografias.

A razão seria a falta de protetores de chumbo para a região cervical. Mas a história foi desmentida pelo próprio médico.

Segundo a Agência Internacional de Energia Atômica, na mamografia moderna, há uma exposição insignificante à radiação para outros locais que não seja a mama.

Cerveja preta estimula a produção de leite?

FALSO. Pelo contrário. Em 1993, a cientista americana Julie Mennella acompanhou lactantes que ingeriam bebidas alcoólicas e encontrou indícios de que elas produziam menos leite.

Todas as bebidas alcoólicas são contra-indicadas nesta fase. As mulheres lactantes devem ingerir uma alimentação saudável e balanceada.

 

Pimenta favorece o aparecimento de hemorroidas?

FALSO. Não há relação entre a ingestão do alimento e o aumento no risco de desenvolver o problema.

Mas quem já possui o problema, deve maneirar no consumo, pois o alimento tem ação vasodilatadora e irrita as mucosas.

 

Existe o vírus H2N3 no Brasil?

FALSO. O Ministério da Saúde desmentiu o boato disseminado pelas redes sociais.

De acordo com o órgão, não existe a circulação da cepa “H2N3” do vírus Influenza (da gripe) no Brasil.

A vacina aplicada neste ano protege contra o Influenza A/H1N1pdm09, A/H3N2 e influenza B, que são os tipos de vírus que circulam no País.

 

Tossir e respirar fundo pode ajudar no caso de ataque cardíaco?

FALSO. Tossir para estimular o ritmo cardíaco é uma técnica utilizada em laboratórios de cateterismo.

Quando o médico observa que a pulsação da pessoa diminuiu durante este procedimento, pede que ele tussa forte para que o coração volte ao ritmo normal.

Mas não tem nenhuma relação com evitar uma parada cardíaca.

 

Usar descongestionante nasal causa dependência?

VERDADE. A constante utilização deste medicamento pode levar à dependência, pois o uso de substâncias de sua composição como nafazolina, fenoxazolina e oximetazolina contraem os vasos sanguíneos, desobstruem as narinas em um primeiro momento, mas sofrem efeito rebote algumas horas depois.

Além disso, podem causar taquicardia, elevação da pressão arterial, dependência e a chamada rinite medicamentosa.

 

Natação cura a asma?

FALSO. A asma é uma doença crônica.

A natação contribui para o bem-estar de quem possui esta doença, pois é um exercício bem tolerado por asmáticos e por melhorar o condicionamento físico fortalecendo a musculatura respiratória, o que contribui para maior resistência do paciente durante as crises, e contribuindo para o espaçamento das mesmas.

 

A mulher não se deve lavar o cabelo no período menstrual?

FALSO. O mito vem da crença que o fluxo menstrual aumenta com o banho quente.

Alguns acreditavam até que causava hemorragia nas mulheres.

Mas não há a menor possibilidade de o sangue da menstruação “subir para a cabeça”, como se imaginava.

 

Bebês não devem ingerir mel?

VERDADE. O mel é contraindicado para bebês menores de um ano de idade pelo risco do botulismo.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) confirma a presença de bactérias causadoras da doença intestinal em amostras de mel e crianças nesta idade ainda não têm o sistema gastrointestinal totalmente desenvolvido.

O botulismo é uma intoxicação alimentar que atinge o sistema nervoso e pode causar tremores, dificuldade de deglutição, moleza no corpo e falta de apetite.

Em casos mais graves, pode ocorrer insuficiência respiratória por comprometimento da musculatura respiratória e outras complicações neurológicas.

Autor: Maria Amélia 
Fonte: CDN.

Fake News de Saúde: Onda de Notícias Falsas Pode Gerar Sérios Danos
5 (100%) 18 votes

 

ÚLTIMA FORMAÇÃO DE 2018 PARA TERAPEUTAS SEM FRONTEIRAS!