Você compartilha o bem?

Neste rápido artigo (com vídeos auxiliares) alocaremos o nosso foco nas nossas condutas (nossos comportamentos cotidianos) que podem gerar efeitos nocivos a nossa qualidade de vida.

Assim, a nossa atenção estará, principalmente, em como cuidar do nosso funcionamento psicológico durante o período de isolamento social e pandemia.

Ao final, responderemos de forma rápida e objetiva a seguinte pergunta: a pandemia pode gerar efeitos psicológicos negativos?

 

Pandemia e Isolamento Social Podem Gerar Efeitos Psicológicos Negativos?

O importante isolamento social colocado em prática em vários países para preservar vidas durante a pandemia de covid, evitou milhares de mortes.

Mas, o isolamento social, quando administrado sem as devidas orientações psicológicas, além de poder gerar alterações no nosso humor (chegando até aos casos de grave depressão), elevação da ansiedade, do estresse, redução da qualidade do sono, também pode afetar negativamente a nossa memória.

 

Depressão: efeitos da natureza


Clube Psicologia Grátis!

 

No quesito falta de memória, são frequentes os relatos dos nossos pacientes que dão conta de listar várias situações nas quais a sua capacidade de recordar se mostrou prejudicada.

 

“É uma tempestade perfeita, formada pelas mudanças no ambiente, a perda de âncoras sociais e o aumento do estresse cognitivo… E ainda por cima, a maioria de nós não está conseguindo ter a mesma qualidade do sono de antes”. Elissa Epel, professora de psiquiatria da Universidade da Califórnia (São Francisco/EUA).

 

 

Inúmeras pesquisas científicas, em vários países, identificaram que os participantes deixaram evidente que pelo menos um aspecto de sua memória havia se deteriorado durante a pandemia.

“Quando as pessoas estão tentando fazer várias coisas ao mesmo tempo, fica mais difícil codificar as informações que estão à frente… Daí a informação não é armazenada e as pessoas não conseguem se lembrar do que estavam fazendo ou do que estavam dizendo um segundo ou minuto atrás”. Inger Burnett-Zeigler, professora associada de psiquiatria e ciências comportamentais da Northwestern University.

Pandemia e Isolamento Social Podem Gerar Efeitos Psicológicos Negativos?

Antes da pandemia do covid-19, acreditava-se que 284 milhões de pacientes tinham transtorno de ansiedade, de acordo com o Global Burden of Disease, no trabalho com mais de 3 mil pesquisadores de 145 países e coordenado pela Universidade de Washington (EUA).

A revista Psychiatry Research mostrou uma análise baseada em 55 pesquisas internacionais, com mais de 190 mil pessoas.

A conclusão foi que atualmente a presença da ansiedade é 4 vezes maior. Isso representa 15,5% da população, antes da pandemia era 3,6%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O mesmo artigo científico aponta que o transtorno de estresse pós-traumático (16%) e a depressão (16%) também foram 5 e 3 vezes mais frequentes.

 

Pandemia e Isolamento Social Podem Gerar Efeitos Psicológicos Negativos?

Há várias condutas que precisam ser levadas em conta para que a pandemia não gera efeitos tão negativos no nosso funcionamento psicólogo como um todo.

Abaixo estão listados alguns exemplos de comportamentos que podem ampliar o dano durante a pandemia:

  • Passar o dia isolado, sem sair do mesmo lugar.
  • Não ter consciência das atividades importantes a serem realizadas diariamente, deixando que tudo acabe nas situações de urgência e emergência.
  • Fazer muitas atividades ao mesmo tempo, perdendo o foco no que é importante.
  • Ficar muito tempo vivendo a realidade virtual (no computador, no tablet, no celular ou vendo televisão), ao ponto de deixar de ter contato real com com a natureza, os animais e outras pessoas (sempre respeitando as medidas de segurança indicadas pelos órgãos oficiais de saúde, pautados em critérios científicos).
  • Gerar a anulação (ou redução brutal) de momentos de lazer e atividades físicas.
  • Seguir uma alimentação não saudável.
  • Comer em excesso ou deixar de comer nos momentos adequados.
  • Dar atenção apenas aos conteúdos negativos, principalmente aqueles que divulgam mortes, violências, doenças, crises, etc.
  • Não ter uma rotina que promova a higiene do sono (com o número de horas adequadas ao sono profundo e reparador).

Efeitos científicos da Natureza no Corpo e Mente

 

Pandemia e Isolamento Social Podem Gerar Efeitos Psicológicos Negativos?

Então, agora, respondendo objetivamente a nossa pergunta inicial: a pandemia pode gerar efeitos psicológicos negativos?

A resposta simples e direta é: sim!

Principalmente se executarmos comportamentos que geram a ampliação dos danos.

Ou seja, temos responsabilidade também pelo cuidado com o nosso funcionamento psicológico durante o isolamento social, seja durante a pandemia ou fora dela.

Em resumo, o excesso de “telas” (vida virtual), a redução de novos estímulos ambientais, a rotina de contato com poucas pessoas (ou nenhuma), a vida em conexão com os mesmos objetos e lugares pode gerar efeitos psicológicos negativos, ainda mais durante o período de pandemia.

Fica a dica: precisamos de estímulos diários diferentes para exercitar o nosso corpo e mente!

Se o conteúdo aqui apresentado foi útil para você, lembre de compartilhá-lo com os seus amigos e familiares, principalmente com aqueles que já estão sofrendo com o isolamento social sem os cuidados necessários.

Força aí!

Té +!
Psicólogo Alex Tavares

%d blogueiros gostam disto: